Lideranças e entidades unem forças pelo aeroporto

Lideranças e entidades unem forças pelo aeroporto

A união de esforços leva em consideração a importância estratégica do aeroporto para região

O Aeroporto Lauro Kortz, o terceiro do estado e o segundo do interior em termos de movimentação de passageiros, uniu lideranças e entidades de Passo Fundo. O motivo é o projeto de reforma e ampliação, em busca de qualificar o serviço que desde 2013 já recebeu cerca de 700 mil passageiros. Nessa sexta-feira, 25 de agosto, lideranças e entidades locais reuniram-se na Prefeitura e pactuaram trabalhar em conjunto para que o projeto saia do papel. A Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócio (Acisa) de Passo Fundo esteve representada pelo presidente, Lamar Sakis, e pelo vice-presidente de Serviços, Marco Mattos.

Como resultado, foi elaborada uma carta aberta aos governos federal e estadual. A união de esforços leva em consideração a importância estratégica do aeroporto para o desenvolvimento regional. Muitas tratativas de toda a comunidade estão sendo feitas desde meados de 2013, como observou o prefeito Luciano Azevedo. “Nos últimos anos todos nós trabalhamos para concretizar a obra do aeroporto, por ser uma demanda antiga e importante da cidade. Chegamos a um momento em que a autorização para a obra está muito próxima. Então, buscamos a unidade do nosso município para que isso se concretize”, disse.

Com a comissão oficial formada, ficarão responsáveis pela pauta junto ao governo do Estado os deputados estaduais Juliano Roso e Gilberto Capoani e, junto ao governo federal, o deputado federal Alceu Moreira. O deputado Juliano Roso agradeceu a participação de todos. “Há esta necessidade de nos unirmos. Antes, cada um fazia um movimento sem ter um centro sobre o tema do aeroporto. Construir esta mesa é muito importante para garantir este recurso. Ações coletivas demonstram nossa união e representam um divisor de águas neste tema”, ressaltou.

Passo Fundo está trabalhando na aproximação com o estado e a União, cumprindo todas as solicitações para se candidatar às verbas federais do Programa de Investimentos em Logística (PIL). Exemplo disso é que o primeiro aeroporto da região sul do Brasil a entregar todos os documentos e cumprir todas as fases previstas no programa federal para se habilitar a ter condições de fazer o projeto foi o Aeroporto Lauro Kortz.

Todos os requisitos foram cumpridos, com apresentação desde pré-projeto, projeto de viabilidade, licença ambiental e uma série de outras informações. A partir de agora, a espera é de que os recursos federais sejam destinados via processo licitatório. A ideia é realizar ainda em 2017 a escolha da empresa que executará a obra por meio do governo do estado, que foi delegado pelo governo federal para executar os trâmites.

Para o presidente da Acisa, Lamar Sakis, o movimento coletivo que se cria unifica os objetivos. O vice-presidente de Serviços da Acisa, Marco Mattos, destacou que aliança é positiva para que se consiga a tão sonhada ampliação do aeroporto. “A unificação das forças políticas, institucionais e de entidades nesta reta final é de magnitude imensurável, pois ou nos unimos em uma mesma ação o fragilizamos esta luta”. Participaram da reunião Prefeitura de Passo Fundo, Câmara de Vereadores, deputados estaduais, Universidade de Passo Fundo (UPF), IMED, Acisa, CDL, Sindilojas, Sinduscon e Sindicato Rural.


O projeto

O projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Lauro Kortz abrange a construção de novo terminal de passageiros com 2,1 mil metros quadrados, esteira de carregamento de bagagens, instalação de equipamentos para melhorar os pousos e decolagens das aeronaves (especialmente em dias de neblina ou chuva), ampliação das cabeceiras, novo pátio de aeronaves, pista de taxiamento para até seis aeronaves e capacidade de atendimento de até 1 milhão de passageiros por ano.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Passo Fundo

Foto: Divulgação

Publicada em: 28/08/2017